Somos Top Five do Anuário da Comunicação Corporativa 2016

Com faturamento acima de R$ 61 milhões, agência se consolida como 5ª maior em faturamento

À esquerda, Rodolfo Zabisky, CEO da MZ", e a seu lado Samuel Leite, Head de Comunicação e Marketing

A MZ” conquistou posição entre as Top Five agências de relações públicas e comunicação corporativa do País, segundo o ranking da 7ª edição do Anuário da Comunicação Corporativa 2016, que é produzido pela Mega Brasil e foi apresentado hoje ao mercado.

Entre as 90 empresas listadas, a agência, que conta com operações no Brasil e bases próprias na América do Norte e Ásia (Chicago, Nova York, San Diego, Hong Kong, Sidney, Taipei e Vancouver), se consolida como a quinta maior em faturamento, que ficou acima dos R$ 61 milhões, e a sexta maior em número de colaboradores, com um total de 260 profissionais.

“Estamos  extremamente orgulhosos dessa conquista, sobretudo pela reputação do Anuário, que é uma importante fonte para análise do cenário e do setor. Ficamos muito felizes em estar no ranking Top Five já com a nova marca MZ”,  comenta o Head de comunicação e marketing do MZ” Group, Samuel Leite.

Fundada em 2009, a MZ” passou, recentemente, por um processo de rebranding, ratificando seu posicionamento e reconhecimento como consultoria número um na América Latina e sétima no mundo em comunicação de negócios, reputação e valor.

Segundo Leite, a MZ” é, hoje, uma agência  que reúne várias competências e um portfólio de produtos e serviços capaz de atender clientes de diferentes perfis e setores, nas suas mais diversas demandas. “Atendemos clientes em Relações Públicas, Relações Governamentais, Relações com Investidores, Comunicação e Marketing digital, Comunicação Interna, criação e produção de conteúdos audiovisuais e gestão de crises. Aliamos expertise em consultoria estratégica com um forte suporte de tecnologia, que permeia nossa estrutura e está no DNA da agência”, acrescenta.

A edição do Anuário da Comunicação Corporativa conta com apoio institucional da Abracom - Associação Brasileira das Agências de Comunicação, Aberje - Associação Brasileira da Comunicação Empresarial, da ABRH – SP – Associação Brasileira de Recursos Humanos – Dimensões Brasil e São Paulo e com a colaboração da Maxpress. A publicação, que tem versão digital, disponibiliza um panorama do cenário empresarial e profissional do setor de comunicação, além de entrevistas com líderes e guia das principais agências de todo o país.

Saiba mais

Ranking das grandes e médias

Número de colaboradores

Panorama 2016

  • Mix de produtos parece ser mesmo a receita de sucesso para a consolidação das empresas de comunicação corporativa manterem-se ascendente em seus mercados. Entre os principais produtos apontados pelas empresas como inovação no portfólio estão relacionados à administração de redes sociais (16,5%), soluções digitais (12,8%), áudio e vídeo marketing (6,8%) e produção editorial (5,3%)
  • De acordo com as empresas que participaram do ranking respondendo a pesquisa, o top 3 de investimentos que está no plano das grandes empresas são aportes nas áreas de recursos humanos (24,3%), TI, softwares e tecnologia (18,2%) e recursos humanos para propagação de conhecimento e capacitação das equipes (15,9%).

Conteúdo e mídia alternativa tomam grande relevância entre as ações

Segundo a pesquisa anual Global Communications Report, realizada em abril desse ano pela Holmes Report, a produção de conteúdo em plataformas multimídias será, nos próximos cinco anos, a grande oportunidade de crescimento das empresas. A escrita foi apontada como a principal necessidade de novas habilidades, seguida pela capacidade de planejamento estratégico e uma boa comunicação visual. Quando questionadas sobre os serviços que conduzirão ao crescimento, mais uma vez o conteúdo é tratado como o item de maior relevância, seguido pelas mídias sociais, reputação da marca e relações públicas. Já o orçamento dedicado às mídias, a visão é que haja um maior balanceamento entre os canais e plataformas. Se atualmente, as empresas tem destinado mais de 41% de seus budgets para a mídia espontânea e 26% para a mídia proprietária, no futuro próximo esses percentuais devem equilibrar, ficando em 31% e 28%, respectivamente.


Veja mais casos

  • juntos avançaremos polegada por polegada. vamos conversar?