Toda maratona começa com um primeiro passo: como a corrida transformou minha vida profissional

Samuel Leite

Passei os últimos 30 dias correndo. Literalmente.

Abandonei uma vida sedentária, regada a muita junk food, por um dia a dia mais saudável. O motivo é muito simples: quero viver melhor.

Parte importante da minha vida dediquei ao trabalho, algo que amo fazer e que me realiza de fato. Ao longo dos anos intercalei a carreira com uma ou outra partida de futebol com os amigos, uma temporada aqui e outra ali nas artes marciais, algum videogame e muita, muita pizza aos finais de semana.

O resultado é um descompasso significativo entre qualidade de vida e uma "vida loca".

E o tempo seguiu assim ao longo dos anos. Apenas vivendo para a carreira e o trabalho. Não havia me dado conta de que uma vida mais plena, plural e que contempla outras esferas afetariam positivamente a minha tão importante jornada profissional. Pude perceber isso já nos primeiros quilômetros desta nova etapa.

O hábito do esporte, especificamente da corrida, vem me motivando a ser uma pessoa melhor. É impressionante como podemos nos surpreender com nós mesmos e ter alegrias em pequenos, porém enormes resultados. Cada centímetro de distância, cada pequena melhoria no fôlego é motivo de muita realização.

E na corrida, tanto quanto na vida profissional das boas empresas, a meritocracia impera. A conta é simples: treinou, levou. Todo o seu esforço, suor e dedicação, volta para você em algum momento. E volta rápido, ou melhor, na velocidade da sua dedicação. É a aplicação prática do "no pain, no gain".

O planejamento também é fundamental. Somado a disciplina, permite alcançar e superar as metas, tanto na vida profissional quanto nas corridas. É mais um exemplo de aproximação entre os dois mundos.

Para ilustrar essa correlação, divido com vocês uma breve passagem. Recentemente, em razão de um compromisso profissional, tive a oportunidade de me hospedar em um dos hotéis mais tradicionais do Rio de Janeiro. Esse espaço, famoso por hospedar celebridades e parte importante da sociedade brasileira, estava na ocasião tomado por executivos das principais companhias e empresas de comunicação brasileira. Antes do início do evento que participaria, aproveitei o começo da manhã para utilizar a ampla academia do hotel.

Para minha surpresa, apesar do horário, a academia estava totalmente lotada. Ao olhar para os disputados aparelhos, era possível perceber uma quantidade enorme de presidentes, diretores de marketing, CEOs e tantas outras denominações. Todos cumpriam suas primeiras tarefas do dia: a de cuidar de seus corpos e mentes.

E nestes 30 dias tudo mudou. Meu fôlego melhorou consideravelmente. Minha disposição e confiança estão mais fortes do que nunca. E, como não haveria de ser, minha vida profissional também começou a se transformar. Para melhor.

Ainda estou nos primeiros passos desta reinvenção pessoal. Falta muito, é verdade. Mas eu sei que toda maratona começa com um primeiro passo.


Veja mais casos

  • juntos avançaremos polegada por polegada. vamos conversar?